Kerygma

De origem negra, o gospel nasceu no final do século passado nas igrejas evangélicas do sul dos Estados Unidos. Na verdade, GOSPEL significa: “Palavra de Deus“. Vem da junção das palavras em inglês GOD = Deus , e SPELL = Palavra. Foi criado pelo bluesman Thomas Dorsey, que se converteu e passou a compor hinos religiosos em forma de canções populares. Com a criação dos selos de rhythm & blues a partir de 1945, o gospel passou a se organizar e evoluiu até a ter a sua própria parada de sucessos e figurar como categoria no prêmio Grammy.

Aos poucos, os artistas também foram adotando novos estilos, mas sem deixar de lado o louvor e devoção nas letras. Dos vários tipos, a música gospel cantada nas igrejas Batistas é talvêz a mais importante, pois influenciou não somente as outras formas de gospel mas também alguns estilos de música Pop (música popular norte-americana).

Diferentemente do SPIRITUAL (espiritual), que está enraizado nos hinos protestantes formais, a música gospel é extemporânea, altamente emocional e expansiva. Baseada no diálogo cantado entre a congregação e o pastor, no qual o pastor dirige com o texto e a congregação responde afirmativamente, de forma musicada, a música gospel inspira um “fogo e excitação que às vêzes, desapercebidamente, preenche a igreja, fazendo-a ‘entrar no rock’ ” (James Baldwin, The Fire Next Time).

Nos anos 40, Mahalia JACKSON, Clara Ward, e Sister Rosetta Tharpe começaram a gravar o estilo gospel de música. Nos anos 50 e 60, músicos treinados nas próprias igrejas levaram esse estilo para a música popular norte-americana, retendo as características do gospel: uso de falsetos, tons deslisantes, sílabas únicas percorrendo várias notas musicais. As igrejas continuam sendo a escola para vários cantores de música popular norte-americana. Alguns grupos jovens fazem tanto música pop quanto gospel. A música gospel, cantada nas reuniões de reavivamento Protestante, era similar à música gospel tradicional, na sua espontaneidade e fervor emocional.

Expressões populares desse reavivamento foram os hinos gospel atribuidos aos evangelistas Dwight L. MOODY e Ira D. Sankey, os quais conquistaram grandes audiências para esses hinos e compuseram muitos outros também. Quartetos e grupos gospel familiares dominaram esse gênero que, chamado de música Cristã contemporãnea, emergiu nos anos 1980, combinando o som pop ou rock com convicção e fé.

No Brasil, no início da década de 90, o Gospel passou a designar um movimento cuja tentativa era de abrir a mídia para a música cristã contemporânea. Esse esforço tem obtido sucesso, uma vez que pipocam país afora grupos dos mais variados estilos e tendêcnias, num “boom” jamais visto antes. Assim, em terras brasileiras, o Gospel, ao contrário do estilo único e inconfundível do canto negro da América do Norte, é sinônimo de música cristã de todas as formas.

Publicado por: Pr. Alexandre Rodrigues de Souza
Textos adaptado da revista Gospel Music CD, ano 1, nº 01

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Sobre o Blog

"O propósito desta página é ajudar àqueles que amam a Deus e Sua Palavra, auxiliando todos os que estão envolvidos direto ou indiretamente em atividades ministeriais"

Pr. Alexandre Rodrigues

Calendário

Março 2009
S T Q Q S S D
« Fev   Abr »
 1
2345678
9101112131415
16171819202122
23242526272829
3031  

Para refletir

"A distinção entre as ações virtuosas e pecaminosas foi gravada pelo Senhor no coração de todos os homens". João Calvino

Nuvens de Tag´s

Top 10

  • Nenhum

Arquivos

RSS Kerygma – Anunciando o Evangelho de Cristo

Anúncios
%d bloggers like this: