Kerygma

JESUS CRISTO COMO MEDIADOR

Posted on: Junho 24, 2009

Romanos 8.33-34; 1 Timóteo 2.5; Hebreus 7.20-25; Hebreus 9.11-12

Um mediador é um intermediário. É aquele que fica entre duas ou mais pessoas ou grupos em disputa e tenta promover sua reconciliação. Em termos bíblicos, os seres humanos são descritos como vivendo em inimizade contra Deus. Nós nos rebelamos, nos revoltamos e nos recusamos obedecer à Lei de Deus. Como resultado, a ira de Deus permanece sobre nós. Para que esta situação catastrófica seja mudada ou remediada, é necessário que nos reconciliemos com Deus.

Para efetuar nossa reconciliação, Deus o Pai designou e enviou seu Filho para ser nosso Mediador. Cristo traz a nós nada menos que a majestade divina do próprio Deus – ele é o Deus encarnado. Para isso, ele tomou para si uma natureza humana e voluntariamente submeteu-se às exigências de Deus.

Cristo não iniciou a reconciliação tentando persuadir o Pai a deixar de lado sua ira. Pelo contrário, no conselho eterno da Deidade houve completa concordância entre o Pai e o Filho de que este deveria vir como nosso Mediador. Nenhum anjo poderia representar Deus adequadamente em relação a nós; somente o próprio Deus poderia fazê-lo.

Na encarnação, o Filho tomou para si a natureza humana a fim de efetuar a redenção da descendência caída de Adão. Por meio da sua perfeita obediência, Cristo satisfez as exigências da lei de Deus e mereceu a vida eterna para nós. Por sua submissão à morte expiatória na cruz, ele satisfez as exigências da ira de Deus contra nós. Positiva e negativamente Cristo satisfez os requerimentos divinos para a reconciliação. Estabeleceu para nós uma nova aliança com Deus por meio do seu sangue e continua a interceder por nós diariamente como nosso Sumo Sacerdote.

Um mediador eficiente é aquele capaz de gerar a paz entre as partes em conflito ou inimizadas. Este foi o papel que Jesus desempenhou como nosso perfeito Mediador. Paulo declarou que temos paz com Deus através da obra de Cristo de reconciliação: “Justificados, pois, mediante a fé, temos paz com Deus por meio de nosso Senhor Jesus Cristo” (Rm 5.1).

A obra medianeira de Cristo é superior a de todos os outros mediadores. Moisés foi o mediador da antiga aliança. Serviu como intermediário de Deus, dando a lei aos israelitas. Jesus, porém, é superior a Moisés. O autor de Hebreus declara: “Jesus, todavia, tem sido considerado digno de tanto maior glória do que Moisés, quanto maior honra do que a casa tem aquele que a estabeleceu. Pois toda casa é estabelecida por alguém, mas aquele que estabeleceu todas as coisas é Deus. E Moisés era fiel, em toda a casa de Deus, como servo, para testemunho das coisas que haviam de ser anunciadas; Cristo, porém, como Filho, em sua casa; a qual casa somos nós, se guardarmos firme, até ao fim, a ousadia e a exultação da esperança” Hebreus 3.3-6

Esboço:

  1. Um mediador age para promover a paz entre a partes inimizadas.
  2. Cristo, como Deus-homem nos reconcilia com o Pai.
  3. Cristo e o Pai estão concordes, desde a eternidade, de que Cristo seria nosso mediador.
  4. A obra medianeira de Cristo é superior à dos profetas, dos anjos e de Moisés.

Publicado por: Pr. Alexandre R. de Souza
Bibliografia: Verdades Essenciais da Fé Cristã de R. C. Sproul/ Editora Cultura Cristã

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Sobre o Blog

"O propósito desta página é ajudar àqueles que amam a Deus e Sua Palavra, auxiliando todos os que estão envolvidos direto ou indiretamente em atividades ministeriais"

Pr. Alexandre Rodrigues

Calendário

Junho 2009
S T Q Q S S D
« Abr   Jul »
1234567
891011121314
15161718192021
22232425262728
2930  

Para refletir

"A distinção entre as ações virtuosas e pecaminosas foi gravada pelo Senhor no coração de todos os homens". João Calvino

Nuvens de Tag´s

Arquivos

RSS Kerygma – Anunciando o Evangelho de Cristo

%d bloggers like this: